Conecte-se Aprenda Finança

TENDÊNCIAS

Turismo e saúde, uma dupla que impulsiona a economia mundial

Diversificação da oferta exportável, atração de investimento estrangeiro direto e promoção internacional dos destinos são algumas das vantagens de participar deste fenômeno que movimenta cada vez mais pacientes ao redor do mundo.

Compartilhe este artigo

Publicado por ConnectAmericas

Main Image

Praias paradisíacas, desafiadores Andes, cidades cosmopolitas, maravilhas naturais e lugares cheios de cultura em povos nativos, como destino turístico, a América tem muito a oferecer, mas também possui cirurgiões, oftalmologistas, cardiologistas e dentistas capazes de realizar procedimentos médicos e cirúrgicos em pacientes do mundo todo.

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) define o turismo médico como aquele em que os consumidores decidem viajar a destinos internacionais com a intenção de fazer algum tratamento médico. Os mais comuns são tratamentos dentários, cirurgias estéticas, cirurgias eletivas e tratamentos de fertilidade.

Em geral, são pacientes de países desenvolvidos que viajam para os países em desenvolvimento

Em geral, são pacientes de países desenvolvidos que viajam para os países em desenvolvimento. Os altos custos da medicina, as longas listas de espera e o envelhecimento da geração endinheirada do “baby boom”, juntamente com a disponibilidade de voos e a oferta de serviços de saúde de alta qualidade a preços acessíveis nos países de destino, favoreceram o crescimento desta prática.

O turismo médico apresentou um crescimento significativo nos últimos 5 anos, e as estimativas preveem um forte aumento na próxima década. Portanto, muitos países da América Latina têm promovido uma série de iniciativas, tanto públicas quanto privadas, para participar ativamente deste fenômeno. Costa Rica, Colômbia, México, Argentina, Guatemala, Brasil, Nicarágua, Panamá, El Salvador e Chile estão entre esses países.

O crescimento e a consolidação do turismo médico na região poderia ter um efeito multiplicador e dinamizador nas economias nacionais, com uma série de benefícios, tais como a diversificação da oferta exportável, a atração de investimento estrangeiro direto e a promoção internacional dos destinos. Como um todo, esse serviço exportável tem potencial para gerar:

  • Cadeias produtivas entre diferentes setores econômicos, tais como hotéis, hospitais, clínicas, empresas de transporte, empresas de aluguel de veículos, etc.
  • Novas oportunidades e mais empregos para as micro, pequenas e médias empresas.
  • Melhoria dos padrões médicos através da acreditação internacional de hospitais e clínicas.
  • Melhoria da infraestrutura hospitalar e altos níveis de investimento local em equipamentos de última geração.
  • Importante entrada de dinheiro devido à exportação de serviços médicos.
  • Aumento no número de visitantes e diversificação da oferta turística.

O Brasil, o México e a Colômbia lideram este tipo de turismo na região, de acordo com o Relatório Mundial de Tendências de Viagem 2012-2013 (ITB, por sua sigla em inglês), devido à sua proximidade com os Estados Unidos, seus baixos custos e a acreditação internacional dos seus profissionais. Os líderes mundiais são a Alemanha, a Hungria, a Coreia do Sul e a Índia. O estudo revela que a taxa de câmbio, o clima tropical e a presença de profissionais bilíngues favoreceram um crescimento de cerca de 20% na América Latina.

Pelo que parece, a proximidade geográfica é um elemento importante, mas não é determinante. A ONG Pacientes Sem Fronteiras explica que cada país assumiu uma especialidade: o Brasil, em tratamentos estéticos; o México, em laqueadura; a Costa Rica, em implante de glúteos; a Colômbia, em prótese de queixo e seios; e a Argentina em tratamento de fertilidade e Bypass gástrico.

Compartilhe este artigo

{{'LOADING_COMMENTS' | translate}}...
{{'NO_COMMENTS_YET' | translate}}
{{'TO_POST_A_COMMENT' | translate}}

Outros usuários também viram


Carregando...

Entre na ConnectAmericas

Ao criar um perfil na ConnectAmericas, você aceita os Termos e condições e Política de privacidade da Plataforma.

Insira o e-mail com o qual você se cadastrou
na ConnectAmericas para criar
uma nova senha.