Conecte-se Aprenda Finança

ALIMENTOS

3 tendências sobre o consumo de peixe e frutos no mar na Europa

O mercado começa a se recuperar depois de vários anos de redução no volume de vendas como consequência da crise econômica.

Compartilhe este artigo

Publicado por ConnectAmericas

Main Image

De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Euromonitor, o mercado de peixe e frutos do mar na Europa Ocidental mostra sinais de estar à beira da recuperação. Abaixo compartilhamos as 3 tendências que indicam o seu crescimento.

  1. Conveniência e praticidade: o segmento procura gerar essa sensação através de novas formas de embalagem e apresentações, mais de acordo com o estilo de vida moderno e da geração Y. Por outro lado, são exploradas novas habilidades na cozinha, que derrubam a ideia de que a sua preparação é complicada ou mais difícil do que a outros alimentos.
  2. Saúde e bem-estar: vários estudos em todo o mundo confirmam que o ômega-3 ajuda a reduzir o risco de doenças coronárias e diabetes, entre outras doenças. Esta gordura que protege o coração, que está presente no peixe, diminui os triglicerídeos e a pressão arterial, bem como aumenta a concentração do colesterol bom e evita que se formem coágulos no sangue. 
  3. Sustentabilidade e consumo responsável: foi imposto o uso de rótulos éticos, que devem incluir cada vez mais informações, tais como o método de pesca e que também permitam manter um controle sobre a sua distribuição. 

Hambúrguer de atum, bacalhau e peixe-espada, snacks de pele de bacalhau ao curry, churrasco de atum elaborado de acordo com as normas Kosher (leis de alimentação judias) e caixas recicláveis de papelão ecológico para o transporte do peixe são alguns das novidades que foram apresentadas na Seafood Expo Southern Europa 2014, uma das exposições mais conhecidas dessa indústria. 

Algumas delas dizem respeito a questões de consumo, como os produtos fáceis e rápidos de preparar, outras a tendências premium e delicatessen, bem como a fatores de alimentação saudável e consumo responsável.

O consumo de peixe fresco e frutos do mar na Europa é composto por: 78% de peixe, 8% de crustáceos e 14% de moluscos y cefalópodos, de acordo com os volumes de vendas, que alcançaram quase 6 milhões de toneladas em 2014.

No âmbito internacional, o consumo de peixe tem crescido continuamente nos últimos anos, e se prevê que, nos próximos cinco anos, aumente mais de 20%. Entre 2009 e 2013, cresceu mais de 13% e, em 2013, 3,5% em relação ao ano anterior. 

A Europa representa 10% do consumo mundial de peixe, com um consumo por pessoa de 23 quilos, em 2013. China, Índia, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, Rússia, Brasil, Estados Unidos, Espanha e Taiwan são os dez principais consumidores de produtos do mar no mundo. 

Conheça o caso da SeaFrost, uma empresa peruana que exporta frutos do mar.

Compartilhe este artigo

{{'LOADING_COMMENTS' | translate}}...
{{'NO_COMMENTS_YET' | translate}}
{{'TO_POST_A_COMMENT' | translate}}

Outros usuários também viram


Carregando...

Entre na ConnectAmericas

Ao criar um perfil na ConnectAmericas, você aceita os Termos e condições e Política de privacidade da Plataforma.

Insira o e-mail com o qual você se cadastrou
na ConnectAmericas para criar
uma nova senha.