Conecte-se Aprenda Finança

EXPORTAÇÃO

3 dicas para entrar no mercado alemão

Este artigo foi escrito por Niklas Kesseler, Master of Science, Development Studies, LSE. 

Compartilhe este artigo

Publicado por ConnectAmericas

DESTAQUES

Se você deseja vender produtos sustentáveis vale sempre a pena ficar de olho em Berlim, mas se você oferece serviços de TI, seus potenciais parceiros de negócios podem estar em Munique, Darmstadt e Hamburgo.

Atualmente, a Alemanha está classificada como a quarta maior economia do mundo e a primeira da Europa. Ela também se destaca pelo alto investimento aplicado na área de pesquisa e desenvolvimento (P&D), estipulado em 80 bilhões de euros por ano. 

No entanto, em consequência da pandemia, tanto a economia global como a alemã entraram em recessão. Embora preparada para encarar uma forte recessão, um novo estudo do Ministério da Economia da Alemanha demonstrou que o impacto sofrido não tem sido tão severo quanto o que se temia, e indicativos demonstram que a recuperação econômica ocorrerá mais rápido do que o esperado. Dessa forma, a rápida recuperação do mercado alemão demonstra por si só ser uma boa razão para você começar a prospectar negócios com as empresas desse país.

O mercado alemão oferece grandes oportunidades para os fornecedores de alimentos e bebidas e para as empresas do setor de TI. Confira abaixo três dicas relevantes para entrar nesse mercado.

  • 1. Certificações, cultura e geografia

Sabe-se que Alemanha se orgulha de ter um planejamento e um controle de qualidade rigoroso, mas não se preocupe, pois isso pode ser uma oportunidade para que a sua empresa obtenha certificações que vão lhe permitir entrar não apenas no mercado alemão, mas também no mercado europeu.

Para os fornecedores de alimentos e bebidas é muito importante seguir as diretrizes europeias, já que a Alemanha é um estado membro da União Europeia (UE) e segue as políticas agrícolas do bloco econômico. Por exemplo, o Bio-Siegel (selo orgânico) pode ser utilizado para rotular produtos e alimentos que foram produzidos e controlados segundo a legislação de agricultura orgânica da UE. Esses regulamentos legais à nível da UE são a garantia de uma aplicação padrão na área de agricultura orgânica. Além disso, este selo representa a produção orgânica e o bem-estar animal. 

Para os serviços de TI, as certificações variam segundo os serviços prestados. Por exemplo, se a sua empresa oferece testes de software, será quase indispensável que alguns dos membros da equipe sejam certificados pelo ISTQB. No entanto, é mais importante ainda para os fornecedores de tecnologia encontrar os pontos principais de venda dos seus serviços. Para isso, deve-se...

  • 2. Compreender a cultura (empresarial) alemã

A cultura empresarial alemã é muito diferente da que temos na América Latina e no Caribe. A cultura alemã é mais reservada, o que significa que os assuntos privados são discutidos apenas para quebrar o gelo em uma reunião.

Para fazer negócios na Alemanha, a pontualidade, o cuidado e eficiência são muito importantes. Esteja sempre atento(a) ao marcar uma reunião com um(a) alemão(ã), preferencialmente chegue 5 minutos antes para não dar margem para atrasos. Não prometa o que sabe que não será capaz de cumprir, pois isso pode fazer com que você não apenas perca a venda, mas também o cliente. 

  • 3. Aprenda sobre a geografia da Alemanha

Sim, a geografia do país também desempenha um papel fundamental na hora de fazer negócios. A Alemanha é bastante heterogênea, pois suas indústrias estão localizadas de forma descentralizada em todo o território. A economia e as tradições variam muito de um estado federal para outro. Desse modo, é essencial começar com a localização estratégica correta.

Por exemplo, se você deseja vender produtos sustentáveis, vale sempre a pena ficar de olho em Berlim, porque o poder de compra das pessoas é relativamente alto e elas são mais abertas a novidades. Se você oferece serviços de TI, seus potenciais parceiros de negócios podem estar em Munique, Darmstadt, Hamburgo ou mesmo em Berlim, pois essas são as cidades que possuem infraestruturas mais fortes na área de TICs. 

Para facilitar a sua busca, o site Expansion.eco disponibiliza uma lista de indústrias na Alemanha e suas localizações geográficas. Esta lista pode ser útil para você encontrar possíveis parceiros de negócios e saber qual local é mais viável para sua empresa entrar no mercado alemão segundo o setor de atuação.

Compartilhe este artigo

{{'LOADING_COMMENTS' | translate}}...
{{'NO_COMMENTS_YET' | translate}}
{{'TO_POST_A_COMMENT' | translate}}

Outros usuários também viram


Carregando...

Entre na ConnectAmericas

Ao criar um perfil na ConnectAmericas, você aceita os Termos e condições e Política de privacidade da Plataforma.

Insira o e-mail com o qual você se cadastrou
na ConnectAmericas para criar
uma nova senha.