Connect Learn Finance
Service

Diversidade cultural e tradição fazem do Rio Grande do Sul um polo nacional da indústria da criatividade

A diversidade é uma característica da indústria da criatividade. O setor envolve áreas distintas como artes visuais, espetáculos, indústria de conteúdos e design, que bebem da diversidade cultural e tradição gaú- cha para ganhar força e expressão. E é justamente essa multiplicidade que faz do Rio Grande do Sul um dos principais polos criativos brasileiros. 

Com um cenário cultural local arrojado e dinâmico, o Estado é destaque em diversas frentes da indústria da criatividade. No setor audiovisual, por exemplo, o RS goza de uma forte tradição, estando entre os maiores Estados produtores brasileiros além de apresentar o setor mais organizado do país e contar com parceria firmada com países do Mercosul para produção bilateral. 

A cena musical é caracterizada por um conjunto vasto de estilos e festivais, enquanto museus e bens tombados formam uma herança tangível da cultura gaúcha. O Estado também é referência nacional na oferta de cursos de graduação para as áreas criativas, em especial para artes visuais e design. 

A indústria do livro gaúcha é especialmente forte, tanto em número de publicações quanto em qualidade do conteúdo gerado. 

A edição de 2010 da publicação Cultura em Números do MINC mostra outros aspectos relevantes para a indústria criativa gaúcha, como a quantidade de bibliotecas públicas, que representam 9,1% do total do país. O mesmo estudo revela que o Rio Grande do Sul lidera o ranking nacional em quantidade de municípios que realizam feiras de livro

A capital do Estado conta com um grande número de teatros e de cinemas, posicionando-se nacionalmente com as melhores taxas de oferta de estabelecimentos por total da população da cidade. Além disso, Porto Alegre é uma das cidades brasileiras com maior demanda por televisão, rá- dio, revistas e internet (MINC, 2010). E, em torno da Região Metropolitana, vemos uma forte aglomeração de empreendimentos criativos das mais diversas áreas. Este é o caso do setor de jogos digitais, que se encontra principalmente concentrado em torno dos três parques tecnológicos e das três principais universidades da região e que conta com algumas das empresas mais respeitadas do setor no país, efetivamente posicionando o Rio Grande do Sul como um dos maiores produtores de jogos digitais do Brasil.

O núcleo da cadeia criativa, que abrange os profissionais responsáveis pela criação dos produtos, movimenta anualmente R$ 92,9 bilhões, segundo estudo da FIRJAN de 2011. Observa-se aumento da participação do núcleo da cadeia criativa no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que, com movimentação de R$ 60 bilhões em 2006, representava 2,4% do seu total, e hoje tem valor que responde por 2,5% do PIB. 

No Rio Grande do Sul, o mesmo estudo demonstra crescimento de R$ 2,8 bilhões em 2006 para R$ 5,2 bilhões em 2010. A participação do setor subiu de 1,8% para 1,9% de equivalência a todas as riquezas do Estado, aumentando a participação gaúcha no cenário nacional de 4,6% para 5,59% do total da área criativa no país.

O número de postos formais de trabalho criativos cresceu 8,5% a.a. no período de 2006 a 2010, ritmo mais acelerado que o mercado de trabalho brasileiro em geral, 5,8% a.a. (FIRJAN, El crecimiento del sector El núcleo de la cadena creativa, que abarca los profesionales responsables por la creación de los productos, mueve anualmente R$ 92,9 mil millones, según estudio de FIRJAN de 2011. Se observa aumento de la participación del núcleo de la cadena creativa en el Producto Interno Bruto (PIB) brasilero, que con movimiento de R$ 60 mil millones en 2006, representaba 2,4% de su total, y hoy tiene valor que responde por 2,5% del PIB. 

A capital do Estado conta com um grande número de teatros e de cinemas, posicionando-se nacionalmente com as melhores taxas de oferta de estabelecimentos por total da população da cidade La capital del Estado cuenta con un gran número de teatros y de cines, posicionándose nacionalmente con las mejores tasas de oferta de establecimientos por total de la población de la ciudad 20 2010). Os 771 mil postos de trabalho setor correspondem a 1,75% do total dos trabalhadores brasileiros. 

Conforme recente estudo da FEE, o número total de empregos gerados pelo setor no Rio Grande do Sul foi de 219 mil postos de trabalho Empresas de pequeno porte com trabalhadores jovens e escolarizados formam um panorama da atividade. 

A primeira versão do estudo da FIRJAN de 2008 mostra que quase 90% das companhias da indústria da criatividade contam com até 19 funcionários – dentre os quais, mais de 70% tem até 39 anos e 62,6% mais de 11 anos de estudo. 

Seguindo os dados indicativos do crescimento do setor (FIRJAN, 2011), a renda média mensal do trabalhador criativo brasileiro cresceu de R$ 1.663,00 em 2006 para R$ 2.296,00 em 2010, superando em 44,5% o valor obtido pelo restante dos trabalhadores formais da economia, de R$ 1.588,00. No Rio Grande do Sul, a renda média é de R$ 1.730,00, e este valor cresceu 40,8% em um período de quatro anos. 

Investimentos a serviço da criatividade A atuação de instituições de ensino está na raiz do sucesso da indústria da criatividade gaúcha. 

 

Atentas ao setor, diversas universidades operam diretamente na área. É o caso da Unisinos, que entre 2007 e 2011 investiu R$ 11,28 milhões em planos corporativos, projetos de pesquisa e laboratórios relacionados com a atividade (UNISINOS, 2011).

Provided by:

AGDI-RS

Country:

Brazil Brazil

Sign In to ConnectAmericas
Forgot your password?
Don't have an account? Register here
Enter the e-mail you used when you registered
for ConnectAmericas to create
a new password