Connect Learn Finance
Service

Com dois centros de tecnologia e inovação em Triunfo, o Rio Grande do Sul se encontra na vanguarda da produção de petroquímicos e resinas

Um setor em plena expansão A Indústria Petroquímica, de Material Plástico e Produtos de Borracha destacou-se no cenário nacional ao longo dos últimos anos. O advento do pré-sal deverá ajudar na expansão e competitividade destes setores, especialmente no Rio Grande do Sul, onde se localiza grande parte da indústria petroquímica do país. Bem posicionado no ranking nacional, o setor divide-se em três segmentos. 

A indústria de base responsável pela produção dos petroquímicos básicos – eteno, propeno, butadieno, benzeno e estireno. Na sequência da cadeia, aparecem as indústrias fabricantes de resinas petroquímicas, como polietilenos, polipropileno, poliestireno e elastômeros (borracha). E no final da cadeia produtiva do setor estão as empresas transformadoras destas matérias-primas em material plástico e produtos de borracha. Enquanto a indústria petroquímica produz as matérias-primas para o restante da cadeia produtiva, a transformação do plástico e da borracha se caracteriza por sua infinidade de usos, já que encontramos borracha e plástico em um grande número de produtos. Ambos são utilizados com frequência na fabricação de produtos para o agronegócio e a indústria naval, como também para a indústria de alimentos, móveis e automotiva, contribuindo assim com a agregação de valor e tecnologia em diversas outras atividades da economia. 

Rio Grande do Sul na vanguarda Com dois centros de tecnologia e inovação em Triunfo, o Rio Grande do Sul se encontra na vanguarda da produção de petroquímicos e resinas. Trata-se dos mais modernos e bem equipados centros do setor na América Latina, com investimentos em torno de R$ 350 milhões. Mais de 200 pessoas, entre pesquisadores e técnicos, compõem a equipe, que conta ainda com onze laboratórios para o desenvolvimento de produtos, processos e aplicações em parceria com clientes. Neste ambiente de alta tecnologia nasceu o polietileno verde produzido a partir do álcool, matéria prima renovável.

Na produção de transformados de plástico e borracha, a tecnologia empregada caracterizase pela mescla entre o tradicional e o moderno. As ferramentarias, responsáveis pela fabricação de moldes e matrizes, trabalham muito próximo dos fabricantes de material plástico e produtos de borracha. E, ao mesmo tempo, há casos de formação de acordos de transferência de tecnologia com empresas estrangeiras, assim como a aquisição de maquinários extremamente sofisticados, que melhoram de forma mais abrangente os índices de competitividade das empresas. 

Capital humano e trabalho conjunto Conhecida por sua sofisticação na fabrica- ção de moldes e matrizes, a indústria gaúcha de máquinas e equipamentos é caracterizada pela organização e cooperação entre os fabricantes. Essas parcerias são expressas na formação de centros tecnológicos, como ocorre na região da Serra Gaúcha. Nesta região, os empresários deste setor criam consórcios para a compra de máquinas e equipamentos que visam o desenvolvimento de moldes e ferramentas mais sofisticados tecnológicamente. Todos esses investimentos em tecnologia demandam trabalhadores cada vez mais qualificados. Nesse sentido, instituições como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), a Universidade de Caxias do Sul (UCS) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) apresentam excelência na formação e treinamento de trabalhadores no Estado.

Potência gaúcha, projeção nacional As empresas gaúchas produtoras de petroquímicos básicos, resinas petroquímicas e elastômeros atendem a 33% da demanda brasileira e 75% das necessidades do próprio Estado. As indústrias de transformados de plástico e borracha rio-grandenses representam 4% dos produtos vendidos no Brasil e 37% do Rio Grande do Sul. Cerca de 420 mil pessoas trabalham diretamente no setor Petroquímico, do Plástico e da Borracha no Brasil. Desse montante, pouco mais de 10% são empregados em organizações gaúchas, o que equivalente a 45 mil postos (FEE).

 

Provided by:

AGDI-RS

Country:

Brazil Brazil

Sign In to ConnectAmericas
Forgot your password?
Don't have an account? Register here
Enter the e-mail you used when you registered
for ConnectAmericas to create
a new password